segunda-feira, 28 de junho de 2010

Resenha: A Invenção de Hugo Cabret

Sinopse: Hugo Cabret é um menino de 12 anos que trabalha como relojoeiro de uma estação de trem na França no início do século XX. Sua vida muda quando ele e seu pai encontram um estranho autômato quebrado que, se consertado, pode escrever e desenhar coisas incríveis.

Análise: A invenção de Hugo Cabret é um livro juvenil que conta a história de um menino às voltas com a invenção mágica do cinema no momento de grande produção científica e cultural que foi o início do século XX.


O livro chama atenção pela proposta do autor Brian Selznick Kubo que, para tentar passar uma sensação cinematográfica aos leitores, fez grande parte da obra ilustrada sequencialmente. Com cada dupla de páginas montando uma cena, há seqüências inteiras da história que são apenas visuais.

E o artista domina esse tipo de narrativa com mestria. Todas as seqüências conferem uma emoção maior à obra, com destaque para as perseguições, das quais o narrador se declara fã confesso. Já os enquadramentos das cenas imitam os de cinema, com closes e grande angulares, funcionando exatamente como num filme.

O texto fica bem mais leve e fluido com as inserções "cinematográficas". O narrador não perde tempo com descrições de personagens e lugares, que já estão desenhados, focando mais nos diálogos.

A trama é sobre cinema, mágica e invenções. Hugo Cabret é um jovem com talento para consertar relógios e fazer mágicas, mas que tem uma vida sofrida, pois recentemente perdeu o pai e o tio.

O garoto se agarra na sua tentativa de arrumar um boneco autômato quebrado que seu pai encontrou antes de morrer. Isso o leva a conhecer o dono de uma loja de brinquedos com os mesmos talentos, chamado Georges (na verdade, o cineasta inventor dos efeitos especiais Georges Meliès), e a sobrinha dele, Isabelle. Mas o encontro entre eles não é amigável e Hugo passará por muitas dificuldades até consertar o autômato.

A edição da SM é bem cuidada, com exceção de um único erro de diagramação na página 193, com uma linha "forca" sobrando. A ausência de orelhas e um acabamento mais simples colocaram o preço do livro, com mais de 500 páginas, a menos de R$ 30,00, facilitando o acesso dos leitores.

A história simpática aliada à narrativa gráfica sensacional fazem do livro uma ótima leitura. Quem ficar curioso e decidir ler a obra, não se arrependerá.

Um comentário:

Clóvis Teixera disse...

Olá! Estou fazendo uma promoção no meu blog que sorteará um Playstation 3! Venho então aqui pedir 2 favores (que podem gerar prêmios!): 1 - que você participe dela. 2- Que você a divulgue no seu blog. Participando da promoção você pode ganhar um ps3. Divulgando no seu blog você pode ganhar o jogo de futebol PES 2010. Interessou? Dá uma olhadinha nesse post pra entender.
http://www.vipurai.com/?p=2436
Se puder, me ajude, por favor. Em todo caso, muito obrigado!!!