sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Dia das Bruxas Nerd

E hoje é Halloween.

Sei que aqui no Brasil não temos muita tradição de sair fantasiado, batendo de porta em porta e berrando Trick or treat!, mas bem que a gente gosta de uns lances sobrenaturais. Harry Potter que o diga!

A dica para o dia de hoje, garimpada pelo Álvaro, o Pai Nerd, são abóboras. Sim, abóboras. Nesse link, ela aparece em 34 versões nerds. A minha preferida é a do Mestre Yoda (que, venhamos e convenhamos, bate um bolão no episódio II!)

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Os Cinco + de Kevin Smith

Quem nunca fez uma listinha dos seus cinco melhores filmes? Principalmente depois de ver Alta Fidelidade né? Pensando nessa atividade tão importante para cinéfilos, o Rottentomatoes.com sempre sai por aí peguntando pra personalidades interessantes do cinema quais são seus Top 5.
Um dos últimos a divulgar sua lista foi Kevin Smith, aproveitando o lançamento do aguardado Zack & Miri nos EUA. A seleção é bem surpreendente e inclui JKF (com o Kevin Costner) e a Última Tentação de Cristo, dentre outros filmes "sérios". É estranho conhecer o gosto das pessoas que você admira, e quando é um pouco inesperado, é tentador ficar tentando achar onde estão as influências.
Para o Rotten, quem também montou sua lista foi Judd Apatow.
E a dele consegue ser mais bizarra ainda. Tootsie está lá! E ele ainda considera o filme "perfeito". Será que ele estava zuando?
Os filmes escolhidos pelos dois não são ruins, mas são tão improváveis...
Fuçando nas outras listinhas, é com pesar que digo que a que está mais próxima de uma lista minha é a da Paris Hilton.
Felizmente, a de Seth Rogen também está muito boa, então vou dizer por aí que a minha parece mais a dele.

Mas, como diria minha vó, tem coisas que é melhor não ficar sabendo...


Muito bom gosto amiga!

Ídolos: segunda eliminação

Pedrinho Black e sua simpatia...

Ontem foi a segunda eliminação da fase final de Ídolos. A minha revolta, que revelei aqui, parece que foi ouvida e, ainda mais, foi atendida.

Ao contrário de Paula Lima, que achou injusta a decisão do público, eu fiquei supresíssima. Primeiro porque achei que, com a simpatia e beleza do cantor, ele iria até bem longe na competição. Segundo porque, com ele, ficou na zona de perigo um dos dois melhores do programa: Rafael Bernardo. Isso foi incompreensível para mim.

De qualquer forma, na terça os jurados foram um pouco melhores nos comentários. Não podemos dizer o mesmo da transmissão: o som dos cantores que chegava para o espectador estava horrível, era difícil mesmo entendê-los. Ontem, na eliminação, em que passa um pout-pourri com um trecho de cada apresentação, o som estava bem melhor (o que nos leva à questão: se o programa não é ao vivo, por que raios rola esse tipo de problema como som ruim?).

De qualquer forma, os fracos Lorena Chaves e Amandí puderam respirar um pouco mais aliviados. Mas creio que eles não devam durar muito mais.

Para mim, os dois candidatos mais fortes são Cássia Raquel e Rafael Bernardo. Numa segunda leva, Maria Christina e Rafael Barreto.

ps: fui só eu que achei r-i-d-í-c-u-l-a aquela pseudopropaganda do myspace?

Ranking dos livros mais vendidos

A partir de hoje, o Homem Nerd passa a publicar mensalmente o ranking dos livros mais vendidos, de acordo com os principais veículos da imprensa paulistana.

Confira a lista de outubro.

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Pulga atrás da orelha



Esse é o novo trailer de Mortal Kombat vs DC Universe, que já foi veiculado no HN hoje. Depois de ver e rever esse trailer, eu fiquei com a pulga atrás da orelha.

Confiram instante 1min16s um personagem que deve ser Shao Kahn, mas que ficou muito parecido com Cratos, de God of War. Eu sei que a chance de Cratos aparecer nesse jogo é nula, afinal seria um crossover triplo GoW foi desenvolvido por uma outra empresa. Mas no mínimo rolou uma "homenagem". O que acham?

sábado, 25 de outubro de 2008

Chega de Crepúsculo...

... por ora.
Peço desculpas se alguém por aí estava acompanhando meus posts e resenhas sobre uma das séries de livros mais comentadas do momento, mas eu preciso de um tempo.
Acabei de ler a página 138 da edição americana de Breaking Dawn e os fatos narrados até ali foram demais para mim. Ao mesmo tempo em que continuo me irritando com Bella e Edward, como comentei na resenha de Eclipse, posso antecipar o que vai acontecer com o casal e não tenho certeza de que queira saber logo ou de que esteja preparada para o que vou ler, principalmente porque as coisas não parecem muito boas para meu preferido, Jacob Black.
Por isso, queridos, vou deixar o tijolinho (alguém já viu o tamanho das edições americanas? Parecem um Lego gigante!) na minha cabeceira durante alguns dias até que eu esteja preparada para encarar o fim da série...

Retorno dos Games



Semana passada tivemos o retorno triunfal das resenhas de games ao site. A ótima análise do nosso novo colaborador André Bitelli sobre o Fifa 09 para PlayStation 3 revitalizou a seção. E aguardem mais textos sobre o tema para breve.

Sobre o jogo, eu particularmente nunca fui muito fã da franquia Fifa, sempre preferindo International Superstar Soccer e, posteriormente, Winning Eleven. Mas parece que dessa vez a EA Sports conseguiu superar sua concorrência.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

O mundo maravilhoso da TV

Recentemente, estou em contato com um canal de TV a cabo bem controverso: o E!
Um canal inteiramente dedicado às celebridades e as wannabes celebs.
Tenho que admitir que o canal me deixou fascinada!
Não sei me autocriticar pra dizer se estou realmente com um interesse antropológico ou se estou de fato interessada na vida dessas pessoas.
Mas, aproveitando a rebeldia que tomou conta do blog no post abaixo, quero expressar minha indignação contra a existência de um reality específico.
Na linha de Miami Ink, que eu acho detestável, existe o Sunset Tan. O reality é simplesmente sobre o dia-a-dia de uma empresa de bronzeamento artificial! Sim, é isso!
Uma empresa de tatuagem já é absurdo, o que pode acontecer lá? Além de uma ou outra eventual celeb aparecer? Mas como tem gente que leva a sério e admira a arte da tatuagem, eu até entendo. Mas quem admira a arte do bronzeamento?
O mais engraçado são as brigas: "I'm not white!".
O pior é que esta série não tem nenhum atrativo: as meninas são feias, os homens piores e as intrigas giram em torno do assunto: quem está mais branca?
Olha, é difícil eu achar uma coisa não assistível na TV mas esse reality consegiu!
Obs: Teoricamente o Ryan Seacrest estaria namorando uma das sunset girls... sei, só se for uma dessas aí embaixo.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Ídolos: primeira eliminação


Tiago Mattos, também conhecido como Emoblack,
foi o primeiro eliminado do Ídolos. (Decisão idiota.)



PATÉTICO! É só isso que eu tenho a dizer sobre o resultado da primeira semana das finais do Ídolos da Record.

Em primeiro lugar, porque na terça os jurados foram irresponsáveis em seus comentários. É claro que a população ouve com cuidado o que eles têm a dizer, ao mesmo tempo que eles tomam cuidado para dizer aquilo que a população quer ouvir. (E talvez este seja o grande problema.)

Os critérios dos jurados não são perceptíveis. Tiago Mattos, o primeiro eliminado do programa, foi um dos poucos que reformulou a música que cantou. A única coisa que poderia tirar o mérito dele era se ele cantasse mal. Mas pasmem: ele foi um dos melhores de terça à noite! Além de tudo, era simpático e carismático.

Pedrinho Black, mesmo com as diversas qualidades que tem – presença de palco, performance, simpatia, carisma – não canta (e não cantou) nada. Ele desafina e não consegue alcançar nota alguma!

E por que raios foi o Tiago a sair? Diria o Rodrigo Faro que é porque o Brasil não votou o suficiente nele. hehehe

Fiquei decepcionada. Apesar de achar que o Tiago não chegaria aos últimos programas, ele merecia permanecer mais tempo.

Ontem, quando foi revelada a eliminação de Tiago, os jurados não aprovaram a escolha do público. Paula e Calainho inclusive choraram.

Espero que eles, os jurados, tenham percebido que a opinião deles tem peso na decisão final.

Considerando que esta é a primeira edição do programa, é desculpável. Mas fica a torcida para que os comentários, a partir de agora, sejam feitos com mais cuidado e responsabilidade. E que sejam levadas em conta características importantes para um ídolo (e que o Marco não se cansa de repetir): carisma, simpatia, presença de palco – porque vocais é condição si ne qua non!

PS: Convenhamos... o Marco precisa começar a falar coisa com coisa em seus comentários. As analogias que ele fez ontem, provavelmente para incoporar o Simon do American Idol, foram péssimas.

Já vimos: 007 – Quantum of Solace



Na vigésima segunda aventura do agente secreto inglês a ação é muito forte. Quantum of Solace não é apenas mais um episódio da vida de James Bond, mas uma seqüência de Cassino Royale com direito a volta de personagens secundários. Quem apreciou as fraquezas do novo 007 não ficará decepcionado com os novos desafios enfrentados por um agente mais humano do que em décadas passadas.

A estréia de 007 – Quantum of Solace está agendada para acontecer no dia 7 de novembro no Brasil. A resenha completa poderá ser conferida no Homem Nerd na semana do lançamento.

Não é brinquedo, não

Vê se pode?

O Obama virou boneco tipo Comandos em Ação.

Americano não tem mais o que inventar mesmo.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Ainda Crepúsculo

Lembra quando eu disse que estava dividida entre Edward Cullen e Jacob Black? Não estou mais.

Terminei ontem de ler Eclipse e informo que a torcida Casco da Tartaruga agora agita bandeiras e dá hip hip hurray por Jake!

Além de um físico esplendoroso (o que não devia importar para uma nerd como eu, mas... quem resiste?!?), Jake é passional, não fica choramingando pelos cantos, é decidido, vai em busca do que quer, luta pela mulher que ama e ainda é bem-humorado! O que mais precisa?

Jake Black rules!

domingo, 19 de outubro de 2008

Fest Comix

Nesse final de semana rolou aqui em São Paulo o 15º Fest Comix, misto de saldão e convenção promovido pela Comix Book Shop.

Eu, bem como muitos outros nerds, estive lá na sexta e no sábado. Nesses dosi dias aproveitei para completar algumas coleções inacabadas, comprar DVDs (originais, é claro) de animes, e conferir alguns lançamentos.

O domingo, como não poderia deixar de ser, foi para ler a maioria das coisas, com uma pequena pausa para conferir o clássico São Paulo x Palmeiras.

A maior recomendação fica por conta do excelente Diário de um Banana, da editora argentina V & R. Já temos uma resenha no site, confiram clicando aqui.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Mais Crepúsculo

E terminamos de ler Lua Nova, a tão esperada seqüência de Crepúsculo.

Stephenie Meyer acelera o ritmo, introduz novos personagens e faz com que a história, finalmente, me conquiste. Tal qual Bella, estou dividida entre Edward e Jake Black, entre a cruz e a caldeirinha, como diria minha avó.

Para resolver o impasse, já comecei a ler Eclipse, o terceiro livro da série, que será lançado no Brasil em janeiro de 2009, e, tão logo termine mais esse capítulo, conto para vocês.
Enquanto isso, o trailer oficial do filme Crepúsculo já está disponível e, posso falar?, está animal!

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Nós lemos... mangás













Eu li um dos últimos lançamentos da Panini: Chrno Crusade. A edição é bem feita e a história é bem legal. Ela tem como personagens principais a amalucada e engraçada freira Rosette e seu amigo infernal Khrno (um demônio bonzinho!), que fazem parte da Ordem de Magdala, um grupo católico especializado em combater demônios e outras criaturas das trevas. O mangá mistura ação, humor, misticismo e mistério. O leitor vai conhecendo o passado das personagens e o motivo de Khrno se juntar aos bons. Há referências aos segredos de Fátima. A série tem tudo para agradar aos leitores e entrar para a lista de melhores lançamentos do ano.
Já está nas bancas o terceiro número de Hellsing. A edição está de tirar o fôlego, depois de lutar contra o padre Andersen, o vampiro Allucard irá enfrentar os irmãos vampiros Valentine, que invadirão a sede da Hellsing, organização protestante para a qual Allucard trabalha e especializada em caçar seres das trevas. Muita ação e tensão aguardam o leitor nessa série que fica melhor a cada número.
As meninas não foram esquecidas, uma leitora nos enviou uma resenha de Utena #5. Nesse conto de fadas moderno, Utena irá duelar contra Tohga, seu suposto príncipe. Além de um combate difícil, nossa heroína irá descobrir um surpreendente segredo sobre sua amiga Anthy. Surpresas e novos personagens prometem prender o leitor do início ao fim dessa edição e aguardar ansioso pelo próximo número.
As resenhas entrarão em breve no ar. Faça como a nossa leitora Caterine e envie-nos a sua resenha também.

Boça toca a Bossa

Depois de dois anos de TelaClass, finalmente temos uma nova temporada de Hermes & Renato com as esquetes que tanto gostamos, além de novidades.

Presos numa paródia do filme Matrix, os comediantes são plugados em quadros a cada bloco do programa. Nessa estréia foram três: "McGago", "Cozinhando com away" e "Boça toca Bossa".

O trecho na "Matrix" não teve muita graça. "McGago" foi uma cópia descarada de "McGruber", do Saturday Night Live, "Cozinhando com away" teve bons momentos, mas enjoou rapidamente.

O auge do programa ficou para o final com o já consagrado Luis Boça. Com coragem para zoar a bossa nova, gênero preferido de todos os metidos a intelectuais do mundo, foi uma quadro irrepreensível. Eu chorei de rir do começo ao fim.

Semana que vem a volta de outro personagem consagrado: Joselito! Imperdível.

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Estamos de volta

O período de manutenção do Homem Nerd já acabou e estamos no ar novamente.

Aproveite para explorar o Guia Nerd do Festival de Cinema do Rio, conferir as Estréias da Semana e ler a resenha de Estrela do Mal, de Anthony Horowitz.

E ainda dá tempo de participar da Promoção GHQ e concorrer a um kit com livros e quadrinhos.

Boa leitura!

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Já lemos

Terminei anteontem de ler Crepúsculo, de Stephenie Meyer. Eu tinha começado a leitura na semana passada e, confesso, demorou um pouco mais do que eu imaginei por duas razões: muito trabalho e pouca empolgação. Explico.

Em breves palavras, posso dizer que o livro deixou um pouco a desejar, frustrando um pouco minhas expectativas. Por ter feito tanto sucesso nos Estados Unidos, eu esperava uma história mais empolgante, que me cativasse, atraísse minha atenção desde a primeira página, o que durou instantes efêmeros.

Depois de virar a última página, pus-me a pensar sobre a narrativa e em como a autora se deteve demasiado na apresentação e caracterização dos personagens. Desconfio que, quando estava escrevendo Crepúsculo, Stephenie Meyer já imaginava uma série de livros, o que justifica em parte a falta de ação. Em parte, vejam bem.

A seqüência do jogo de beisebol entre os familiares de Edward é absolutamente dispensável. Na verdade, enquanto digitava a frase anterior, a palavra quadribol passou pela minha mente como um raio (ou como um pomo de ouro, se preferirem). Não posso evitar de pensar que a maioria dos escritores de livros juvenis está tentando preencher o vazio que J.K. Rowling deixou quando resolveu encerrar sua série com Harry Potter e as Relíquias da Morte.

De qualquer forma, estou ansiosa pelo lançamento de Lua Nova, que será no próximo sábado na Saraiva Megastore do Shopping Morumbi, com direito a participação de fã-clubes e tudo. Vou cobrir o evento para o Homem Nerd e conversar com o pessoal da editora para saber o que mais vem por aí.

P.S. As capas dessa série são deslumbrantes de tão simples.

Atualização (9/10/08): a resenha de Lua Nova já está pronta!