quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Novo Rolo

Quem já leu o novo gibi Tina e os Caçadores de Enigmas pôde conferir a nova caraceterização do Rolo, personagem adolescente clássico que nunca tinha saído devidamente dos anos 70. Confiram na imagem abaixo:




O que acharam? Eu acho que muita gente vai chiar, mas o personagem tava precisando de uma repaginada mesmo. Comentem

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Mangás e mais música

Alguns mangás demoram muito a empolgar, mas quando o fazem é impossível parar de ler. Eu mesmo estive para desistir de Berserk diversas vezes mas por insisitência de um amigo persisti e hoje não consigo viver sem minha dose mensal de Gatts estripando demônios. Bleach e Naruto são dois casos que comecei pensando "mais do mesmo, que chato", mas agora mal posso esperar para ler a próxima edição.
***
Outra sugestão musical interessante é de mais uma banda de conhecidos. Trata-se da Gangs of Bangs. Músicas insanas, batidas inusitadas, instrumentos diversos e referências nerds. Confiram o som deles no My Space acessando o link abaixo (destaque para "No colo de Pai Mei"):

http://www.myspace.com/gangsofbangs

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Música Nerd

Uma coisa que é muito difícil de definir nos gostos nerds é a música. Eu sou um metaleiro e, por muito tempo, achei que esse tipo de música era a preferida de todos os gêneros de nerds. Ledo engano, muitos nerds odeiam metal, apesar da grande maioria dos metaleiros serem nerds.

O fato da música não ter um ponto de convergência comum no universo nerd é que raramente encontramos algo interessante para a área de música do Homem Nerd.

No entanto, hoje recebemos o release do site da banda Febre40, cujos integrantes são nossos conhecidos. A banda faz um hard rock bem legal, tá com uma boa pegada na cena independente e tem tudo para estourar pro grande público. Recomendo que todos os nerds e não-nerds dêem uma passadinha no site deles e escutem os hits.

Confiram:
http://www.febre40.com.br/

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Terror e amnésia


Recentemente pude ver Extermínio 2 continuação do excelente Extermínio, de Danny Boyle. O segundo é inferior ao primeiro mas ainda é um bom filme de zumbi.


Mas, focando no primeiro, se vc assistir os primeiros 30 minutos do filme e comparar com a primeira HQ de Mortos-Vivos, HQ de Zumbis de Robert Kirkman publicada no Brasil pela HQM, vai notar uma semalhança muito interessante: ambos os protagonistas estão em coma e acordam num mundo dominado por Zumbis.


Protagonistas acordando de coma perdidos é um dos recursos mais básicos da ficção, além das obras acima, pode-se se citar Identidade Bourne (tanto o filme quanto o livro), XIII (gibi baseado no Identidade Bourne) ou o game de SNES Shadowrun.
Eu acho que esse recurso facilita a vida dos roteiristas pois joga o protagonista no mesmo ponto que o espectador, sem ter que se preocupar muito com o começo, que muitos dizem ser a pior parte de se escrever. O passado é desenvolvido aos poucos e evita que a história fique chata.

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Paródias da Turma da Mônica


Hoje eu li o especial da Turma da Mônica "Exterminador de Coelhinho sem Futuro". Trata-se de paródia muito divertida com o filme Exterminador do Futuro. Essa série de adaptações da Turma da Mônica é muito legal, começou com o inédito Lostinho e, pelo sucesso desse, trouxe de volta outras adaptações como as de Jurassic Park e essa de Exterminador do Futuro.


Seria muito legal paródias de o Senhor dos Anéis, Harry Potter, Heroes, De volta para o Futuro, Superman, entre outras coisas.


O que vocês gostariam de ver adaptado? Comentem.


terça-feira, 4 de setembro de 2007

Enganação

Ontem, estive numa banca de jornal e ddei uma olhada nos mangás. Qual não foi minha surpresa ao ver os dois títulos abaixo:




Eu pensei: "Nossa, será que uma editora produziu HQs mangás baseados nesses dois ícones da cultura japonesa ou será que tão publicando mangás originais mesmo?". Bomn, não tinha nada elucidando na 4ª capa, mas as revistas são a cara de Lobo Solitário, da Panini. Avisado pelo terrível Angus da Editora Online decidi não comprar e procurar na net antes para saber mais a respeito. Hoje, ao abrir o UHQ me deparo com a seguinte nota: "Novos livros ilustrados nas bancas podem enganar o leitor", explicando que os tais livros aí em cima nada tem de quadrinhos.
Bom, fiquem avisados, para não gastar o rico dinheiro de vcs nisso, que parece ser uma josta.